É preciso ter coragem

… eu disse que é preciso uma enorme quantidade de coragem para superar os obstáculos da vida. Quando eu era jovem, não me parecia que a vida exigia coragem, em particular. Determinação, talvez. Muita tolerância com as pessoas mais velhas, que eu pensava, em minha juventude arrogante, que não compreendiam nada, talvez. Mas não necessariamente um pacote completo de bravura.

Eu estava errado.

Assim que descobri o que a vida realmente era — o que não foi antes de eu ter 50 anos, a propósito — entendi muito rapidamente que a coragem seria solicitada. Mas, mesmo nessa época não acho que tinha muita clareza sobre quanta coragem. Agora eu tenho.

A vida consiste na jornada da alma. Estamos num passeio sem fim através do tempo, caminhando do Reino Espiritual para o Reino Físico e voltando outra vez.

Esta é uma jornada alegre, deixe-me deixar claro, e é por isso que nós a criamos e a fazemos. A alegria na jornada vem do experimentar e re-experimentar, criar e recriar, saber e saber outra vez, Quem Nós Realmente Somos. No meio do caminho entre o Reino Físico e o Reino Espiritual está o Reino da Realidade Definitiva. É onde nos reunimos com a Essência Essencial num momento de bem-aventurança que é descrito por algumas tradições místicas Orientais como “Nirvana”.

Tudo isso é descrito com detalhes maravilhosos na conclusão extraordinária da série de livros Conversando com Deus: HOME WITH GOD in a Life That Never Ends (NT – EM CASA COM DEUS numa Vida Que Nunca Termina; ainda não publicado no Brasil). E agora que eu sei exatamente o que se passa, posso chegar nas minhas reais razões para estar na terra.

Isso não quer dizer que minha vida diária precisa mudar. Eu não tenho que mudar de emprego. Eu não tenho que mudar de casa. Eu não tenho que mudar meu estado civil. Eu não tenho que mudar nada em minha vida do que está em minha vida agora. O que eu mudarei, de forma absolutamente voluntária, não é o que estou fazendo em minha vida, mas como eu estou fazendo isso.

Se eu compreender que esta vida física foi criada por mim como um meio de decidir e criar, me tornar e experimentar Quem Eu Realmente Sou e Quem Eu Escolho Ser Agora, então o modo como eu passo cada momento de minha vida será bem diferente do modo que era antes de eu compreender isso. Porque, veja, em cada momento da minha vida eu estarei me convidando — não, mais do que isso… me desafiando — a me tornar a mais grandiosa versão da maior visão que eu já tive sobre quem eu sou.

Se eu digo que sou “aquele que é compassivo”, não será suficiente para mim simplesmente ser tão compassivo como fui ontem. À medida que me recriar outra vez no próximo momento de ouro do agora, eu buscarei a próxima expressão grandiosa da compaixão. Eu não posso ficar satisfeito com o jeito como eu percebia a compaixão no mês passado, ou no ano passado, ou na década anterior a esta. Se eu digo que sou “aquele que ama”, não será suficiente para mim simplesmente ser tão amoroso como fui ontem. À medida que eu me recriar outra vez no próximo momento de ouro do agora, eu buscarei a próxima expressão grandiosa do amor. Eu não posso ficar satisfeito com o jeito como eu percebia o amor no mês passado, ou no ano passado, ou na década anterior a esta. Então, é o mesmo com cada aspecto da divindade que eu escolho expressar através de mim, como eu.

É preciso muita coragem para caminhar para o próximo nível. E é grande a alegria quando se chega lá. Pergunte a um patinador Olímpico. Pergunte a qualquer bailarino. Pergunte a qualquer escritor que acabou de escrever um livro, ou a qualquer atleta que foi aceito em um clube, ou a qualquer ator que acabou de ser admitido no elenco. Ou pergunte a qualquer pessoa que tenha aspirado e conquistado algo de valor na vida — assim como, por exemplo, um maravilhoso relacionamento para toda a vida com outro ser humano.

Caminhar pelos irregulares bancos de areia de uma relação para toda a vida, e manter esse relacionamento intacto, requer grande coragem. É uma das coisas mais corajosas que qualquer pessoa pode fazer, e certamente uma das mais difíceis. O mesmo é verdade para o comprometimento de alguém com algum desafio importante e significativo. E imagine se estivermos falando sobre um relacionamento para a vida toda com Deus… e com o nosso Eu superior.

Muitas pessoas caminham através de suas vidas e nunca têm um relacionamento importante e significativo com seu próprio Eu superior. Muitas pessoas nem mesmo sabem o que é isso. Muitas pessoas foram tão capturadas por uma falsa história sobre quem elas são que perdem completamente a oportunidade nesta vida de criar e desenvolver o tipo de relacionamento com Deus e com o Eu sobre o qual me refiro aqui.

Eu não digo isso para ser crítico, é mera e simplesmente uma observação. E eu poderia estar errado. Minha observação pode ser inexata. Mas uma coisa eu posso lhe dizer. Aqueles que realmente criam e desenvolvem um tipo de relacionamento com Deus e com o Eu sobre o qual estou me referindo aprenderam, como eu aprendi, que é preciso total coragem para fazer isso. É porque na busca pelo Eu superior, nós inevitavelmente encontramos o eu inferior — e essa nunca é uma cena bonita.

À medida que encontro meu eu inferior — que eu juro a você que faço todos os dias, e algumas vezes das maneiras mais inesperadas — eu preciso mobilizar muita compaixão e muito amor. Preciso aprender a dar esse presente a mim mesmo. E essa não é uma coisa fácil a fazer. Eu descubro que sou a última pessoa que desejo perdoar. Eu cometi graves erros em minha vida. Eu fiz coisas muito cruéis. Eu infligi sofrimentos enormes a outras pessoas. Eu fui inacreditavelmente egoísta e totalmente insensível e negligente. E isso é apenas a metade.

E enquanto passo pela minha vida fico mais profundamente consciente de tudo isso que disse acima, de cada momento em que eu decepcionei, de cada instante em que falhei em simplesmente ser bom, quanto mais ser nobre. Então, agora, à medida que caminho para o último quarto da minha vida, descubro que muita coragem é exigida para eu encarar a mim mesmo, encarar o meu passado, e encarar o compromisso que eu assumi interiormente. Pois esse compromisso me convida a uma expressão mais elevada e uma experiência maior do meu Verdadeiro Eu. E eu sou confrontado com essa escolha a cada momento de cada dia.

Toda vez que me olho no espelho, sou lembrado disso. Toda vez que olho o rosto daqueles Seres Amados que preenchem minha vida, e que eu criei como meus companheiros nesta viagem e cocriadores do meu roteiro de vida, sou lembrado disso. Toda vez que pego um livro espiritual realmente bom, ou mesmo leio artigos como este (quanto mais os escrevendo), sou lembrado disso. A vida me lembra meu compromisso com a vida a cada momento de vida que vivo. Esse é o propósito da vida — e eu só compreendi isso nos últimos anos.

Assim, hoje eu começo a jornada mais uma vez, pedindo a Deus por Sua ajuda, sentindo que Ele estará comigo a cada passo do caminho, e rezando para que eu possa neste dia chegar mais perto do objetivo que estabeleci para mim: que eu possa perdoar a mim mesmo pelos meus ontens, que eu possa amar a mim mesmo nos meus hojes, e que eu possa experimentar a mim mesmo, finalmente, como Quem Eu Realmente Sou, nos meus amanhãs.

Uma das minhas maiores alegrias é que eu sei que não caminho sozinho. Todos vocês caminham comigo. Nós começamos esta jornada juntos, e juntos, com compaixão e amor como nosso guia, poderemos conduzir uns aos outros de volta para Casa. Esse é o nosso convite, essa é nossa oportunidade, e essa é nossa razão para vermos uns aos outros como somos neste exato momento. Quando eu compreendo isso, este se torna um Momento Sagrado, e eu o honro e experimento como sagrado, tanto agora quanto para sempre.

E a vida nunca mais é a mesma.
Neale Donald Walsch – Tradução: Sandra Barroca

Esta entrada foi publicada em Neale Donald Walsch. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s