Se o amor for realmente amor

Nada pode destruir o amor.

Se ele estiver lá, vai crescendo.

Mas meu sentir é que, em primeiro lugar o amor não está presente.

Você engana a si mesmo; alguma outra coisa estava lá.

Talvez o sexo estivesse lá, o apelo sexual estava lá.

Assim isso vai ser destruído, porque uma vez que você amou uma mulher, então o apelo sexual desaparece, porque o apelo sexual é apenas com o desconhecido.

Uma vez que você prova do corpo da mulher ou do homem, então o apelo sexual desaparece.

Se seu amor era somente apelo sexual assim ele está fadado a desaparecer.

Portanto nunca interprete mal o amor por alguma outra coisa.

Se o amor for realmente amor…

Osho, Extraído de: The Discipline of Transcendence

Esta entrada foi publicada em Osho. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s